Warning: Declaration of ryv_widget::widget($args) should be compatible with WP_Widget::widget($args, $instance) in /home/iseso/public_html/wp-content/plugins/random-youtube-video/widget.php on line 94

Warning: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at /home/iseso/public_html/wp-content/plugins/random-youtube-video/widget.php:94) in /home/iseso/public_html/wp-content/plugins/wp-super-cache/wp-cache-phase2.php on line 58
DIÁRIO DE BORDO BANGLADESH- DENTRO DO MUNDO DE MICROCRÉDITO PARTE 02 - Banco de Negócios Inclusivos Banco de Negócios Inclusivos

DIÁRIO DE BORDO BANGLADESH- DENTRO DO MUNDO DE MICROCRÉDITO PARTE 02

O objetivo do banco é eliminar a pobreza, não oprimir e trabalhar com o mercado na base da pirâmide social

Mas, voltando ao banco, ficamos morando dentro de uma agência do Banco Grameen. No andar de cima, mora a família do gerente. Eles arrumaram um puxadinho pra gente ficar 5 dias. Nós vivemos alguns momentos bons com o gerente (Hasan) da agência e sua família. A função de gerente no Grameen Bank ganha mais ou menos 25 000 TK, cerca de US$ 320,00. Para comparar mais ou menos, eu perguntei sobre a receita da típica família na área rural hoje em dia, em Bangladesh, que devem estar na média de 20 000 TK (EUA $ 250,00). Apenas um número rude de comparação. Segundo o pessoal local, o gerente do Grameen Bank é uma pessoa geralmente com bom nível de escolaridade, e esta função é muito respeitada na comunidade, é um grande status de reconhecimento. O Hasan me contou que em bancos comerciais se trabalha menos, porém se ganha quase igual ao Grameen. Eu perguntei o motivo de continuar no Grameen. Ele me disse sobre o respeito que se tem, da oportunidade de ajudar os pobres e também crescer na carreira.

“O objetivo do banco (Grameen) é eliminar a pobreza…”

No primeiro dia, em um tempo livre,  jogamos futebol com as crianças locais, mesmo eu sendo um jogador de desastre como eu sou, mas foi tão bom compartilhar este momento com eles! Os olhos brilhavam… Brasil soa um nome mágico para todos aqui, assim foi impossível recusar um convite para jogar futebol e se juntar a estes grandes e corajosos jovens.Lembrando que, atualmente, metade da população de Bangladesh tem menos de 20 anos!

Tivemos um tempo de sobra para conversar e entrevistar o Hasan. Eu verifiquei por mim mesmo alguns papéis de controle: em dois dias de operação aqui, então vamos lá. Quase 500 000 TK (US$ 6 500,00) em empréstimos foram aprovados, 12 000 TK (US$ 154,00) em média. Pelo menos 2 000 TK (US$ 25,00), no máximo 52 000 TK (US$ 670,00). Todos esses empréstimos: 44 semanas para pagar, com base semanal, com disciplina, diretamente no Centro de Reuniões. Se um membro de um grupo não pagar, os outros membros do grupo não podem pegar empréstimos. Os membros não podem ser da mesma família, precisam ser do mesmo sexo, possuir a mesma capacidade financeira, pertencentes da mesma localidade, entre outros critérios. Isto cria uma pressão de grupo saudável, na maioria das vezes até onde eu constatei, para que haja disciplina de pagamentos. Também é necessária a união deste grupo, ajuda mútua.

Existem 1,3 milhão de grupos de empréstimos do Grameen Bank só em Bangladesh, com uma média de 8 membros cada.Se o membro passar por algum apuro e não conseguir pagar um empréstimo, ele pode recorrer à modalidade de “empréstimo flexível”, e ter várias seguranças. Se o membro falecer, a família não herda dívida alguma. O banco Grameen repõe o dinheiro via um seguro. O objetivo do banco é eliminar a pobreza, não oprimir e trabalhar com o mercado na base de pirâmide social, como algumas empresas estão fazendo na China, Índia e muito mais.

CONTINUA…

#BANGLADESH #GRAMEENBANK #BNI

Orlando Nastri Neto é aluno da graduação da FEA-RP e atua como estagiário no Grameen Bank, em Bangladesh, é membro do BNI da USP–RP e Conselheiro do Centro de Voluntariado Universitário. Email: orlando.neto@bni.org.br

Responder